Mitos sobre cerveja escura

Mitos sobre cerveja escura

Cerveja preta é mais forte! A coloração escura está relacionada à quantidade de álcool. Não dá para beber cerveja escura no verão. Quem nunca ouviu uma dessas afirmações nos bares e restaurantes é porque está dividindo a mesa com verdadeiros conhecedores de cervejas especiais.

Veja os cinco principais mitos sobre as cervejas escuras :

CERVEJA ESCURA É MAIS FORTE
Esse é um dos mitos que ouvimos com mais frequência. Muitas pessoas relacionam a cor com o teor alcoólico da cerveja, e não é bem assim. A coloração da cerveja está relacionada as diferentes variações de secagem/torrefação do malte. Então, dependendo do estilo da cerveja e do blend de maltes na receita desenvolvida pelo mestre cervejeiro, você tem diversas tonalidades de tons escuros, alguns mais avermelhados, outros marrons e alguns bem escuros, chegando ao preto. Você pode ter estilos de cervejas com tonalidades escuras com teor alcoólico de 3% até mais de 12%, mas novamente, não é a cor que determina a quantidade de álcool e sim o estilo que a cerveja se enquadra.

AS CERVEJAS ESCURAS DEMORAM MAIS PARA SEREM PRODUZIDAS
Outro mito. O tempo de produção da cerveja não tem nenhuma relação com a coloração. O estilo da cerveja e todas as etapas envolvidas para chegar naquele estilo é que vão determinar o tempo de produção.

CERVEJAS ESCURAS SÃO FEITAS SOMENTE COM MALTES TORRADOS
Na verdade, as cervejas com tonalidades escuras podem levar diversos tipos de malte, porém a predominância, por incrível que pareça, é de malte claro. Ele passa por secagem mais branda e possui maior quantidade de açúcares, visto que a torrefação degrada boa parte do amido. Além de que, se utilizar somente maltes com níveis altos de torrefação, teremos muita adstringência e sabores não tão agradáveis.

CERVEJA ESCURA SÓ DEVE SER CONSUMIDA NO INVERNO
Assim como as de cor mais clara, existem muitos estilos de cervejas escuras com variações de aromas, teor alcoólico, amargor e etc. As Schwarzbiers, por exemplo, são escuras, mas com corpo mais leve e que se encaixariam perfeitamente em uma noite de primavera ou verão. Mas o que determina mesmo esta “regra” é o gosto particular de cada um. Pois não existe problema algum em degustar cervejas claras no inverno e cervejas escuras no verão, desde que isto esteja de acordo com seu paladar.

TODA CERVEJA ESCURA É DOCE?
Infelizmente tivemos a educação do consumidor em relação a isso equivocada, devido principalmente um produto mainstream amplamente comercializado no país. Como explicado nos tópicos anteriores, as características sensoriais da cerveja irão depender do estilo que está se propondo. Dependendo do estilo pode se encontrar notas de café, chocolate, pão preto, frutas escuras (ameixa, uva passa, por exemplo) e também sensações com leve dulçor, porém equilibrados e devidamente inseridos no contexto do estilo. Na maioria dos casos este dulçor vem de açúcares extraídos do malte e que propositadamente não foram consumidos pelo fermento. Cervejas Mainstream geralmente têm adição de açúcares oriundos de variadas fontes, não só do malte, e que servem para deixar a cerveja propositalmente, às vezes exageradamente, doce.

Compartilhe!
Share On Facebook
Share On Twitter
Share On Google Plus

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 
Show Buttons
Hide Buttons